Haydn, Mozart e Beethoven

( - Presente)

O principal objetivo deste projeto é investigar as relações entre estruturas musicais dos quartetos de cordas de Haydn, Mozart e Beethoven usando análise quantitativa assistida por computador.

Resumo

De acordo com Anja Volk e colaboradores, a investigação de questões musicológicas com base em abordagens computacionais geram novas perspectivas para antigos problemas, bem como a formulação de novas questões no contexto da pesquisa musicológica. Estudos dessa natureza, por exemplo, já comprovaram a forma melódica de arco em canções populares européias, já revelaram a presença de cruzamentos de vozes na maioria dos corais de J. S. Bach e já resultaram em algoritmos de classificação automática de estilo. A obra de J. Haydn, W. A. Mozart e L. v. Beethoven—em especial os quartetos de cordas—tem uma importância inquestionável e constitui um interessante corpus para estudos exploratórios. Questões como "os quartetos de cordas escritos por Mozart em homenagem a Haydn têm maior complexidade harmônica em relação aos demais?" podem ser formuladas e verificadas com base em métodos quantitativos. Portanto, o objetivo deste projeto é investigar as relações entre as estruturas musicais tais como melodias de frases e temas desses quartetos. A pesquisa está sendo desenvolvida com base em métodos quantitativos assistidos por computador a partir da coleção de partituras digitais do repositório da Universidade de Stanford. Espera-se que esse estudo possa ampliar o conhecimento a respeito desse repertório, que permita formular e testar hipóteses a seu respeito, e que possa ser aproveitado de forma direta no ensino de Graduação da Escola de Música da UFBA.

Este projeto conta com apoio do CNPq e FAPESB.

Ações em andamento

  • Elaboração do corpus anotado dos quartetos de Haydn (PIBIC/UFBA)
  • Revisão da literatura sobre os quartetos de Haydn
  • Modelagem e implementação de sistema web de análise de dados

Disciplinas relacionadas